Apresentação

Esta é a tradução portuguesa da “História da Europa (1871 – 1919) ” de E. V. Tarlé, em boa medida auxiliada pela que N. Caplán fez directamente do idioma russo para o castelhano e que foi publicada em 1960 pela “Editorial Futuro, SRL” de Buenos Aires.

Na revisão detectaram-se algumas (poucas) imprecisões e gralhas, agora corrigidas. Umas quantas dessas emendas obrigaram-nos a fazer pequenas alterações no texto.

No fito de tornar a leitura do texto menos maçuda introduziram-se numerosos parágrafos.

Grande parte dos números fornecidos pelo texto de Tarlé não puderam ser cabalmente confirmados, no entanto, e até onde pudemos alcançar, parecem-nos ser fiáveis, se bem que num caso ou noutro ainda possam conter pequenas “gralhas”.

As pequenas precisões e correcções a dados históricos (datas, números, conteúdo de legislação, etc.) quase nunca são assinaladas. Em rigor, o “bom hábito” e a “boa educação” passariam por identificá-las, mas como isso nos obrigaria a produzir notas enfadonhas, e as precisões e correcções são de somenos, preferimos omiti-las. Quem for curioso destas coisas “comezinhas” poderá sempre colmatar o nosso lapso comparando o presente texto com a tradução em castelhano da “Editorial Futuro” (ou melhor ainda, com a edição russa de Tarlé).

 

Os comas, algo diversamente do que é usual no “O Espaço da História”, servem para indicar tanto os títulos, nomes e outras designações próprias como ainda as citações (que, em outros textos, colocamos entre aspas); e só muito raramente são utilizados como símbolo de uso irónico ou com segundo sentido para as palavras que vão entre comas.

As notas numeradas a azul são do próprio Tarlé. As notas a cor verde, do colectivo de “O Espaço da História”.

O trabalho de revisão, tradução e “ilustração” (hiperligações) foi realizado pelo Jorge Almeida.

 

Por último é ainda de referir que, como vem sendo hábito no “O Espaço da História”, as hiperligações a outras páginas web não significam concordância com tudo o que lá vem exposto.